Tag Canonical: Quando e Porquê utilizar

by | SEO

Se você tiver uma única página que pode ser acessada por vários URLs ou páginas diferentes com conteúdo semelhante (por exemplo, uma página com uma versão para dispositivos móveis e outra para computadores), o Google entenderá que elas são versões duplicadas da mesma página, escolherá um URL como a versão canônica e fará o rastreamento dele. Todos os outros URLs serão considerados cópias e rastreados com menos frequência.

in Central de Pesquisa Google

Sabias que podes ter páginas duplicadas no teu site (e provavelmente tens) e não fazes a menor ideia? E que este problema pode implicar perda de Link Juice (autoridade que passa entre duas páginas através dos links)?

Apesar de ser um tópico algo técnico 🙄 é algo que tem de ser percebido, analisado e implementado, para não teres surpresas desagradáveis com os resultados do teu SEO.

Assim sendo , e sem mais alongamentos🧘, vamos arregaçar as mangas and off we go ✈️!

Índice

1. Tags, Links e páginas canónicas

O que é a tag canonical

Uma tag canonical é uma tag HTML para gestão da indexação de URLs de páginas com conteúdos duplicados.

O que são links canónicos

Um link canónico é um URL absoluto (endereço completo) inserido na tag canonical e que indica à Google onde se encontra a página original.

O que é o URL canónico

O URL canónico é o URL que corresponde ao conteúdo original. É este o URL que vai ser indexado pela Google e visualizado na SERP.

O que é uma página canónica

A página canónica é a página que corresponde à que tem o conteúdo original e que é destinatária do URL canónico.

Tag canonical em HTML
tag canónica e link canónico
URL canónico e página canónica

2. Quais os problemas que podem surgir se não utilizares a tag canonical?

No caso de não utilizares a tag canonical e se tiveres páginas iguais ou com conteúdo muito semelhante:

  • Apenas uma página será indexada pelo Google – e pode não ser a que tu queres!
  • Se ambas as páginas forem indexadas porque o Google não considera as duas páginas como duplicadas, estas duas páginas vão competir no motor de pesquisa da Google pelo mesmo resultado na SERP, o que tu também não queres.
  • Se existirem backlinks de outros sites ou links internos teus para as páginas duplicadas, a autoridade passada nestes links vai ser dividida pelas várias páginas duplicadas. Mas o que tu queres é consolidar toda a autoridade de maneira a ser passada para uma única página. Vê as seguintes imagens:

Sem a tag canonical a autoridade dos links é distribuída pelas páginas duplicadas:

Distribuição de links por páginas duplicadas sem tag canónica
Distribuição de link juice que vem de links externos por páginas duplicadas, sem a utilização da tag canonical

Com a tag canonical a autoridade dos links é consolidada na página considerada canónica:

Distribuição de links por páginas duplicadas com tag canónica
Distribuição de link juice que vem de links externos por páginas duplicadas, com a utilização da tag canonical

3. Situações de conteúdo duplicado

Dito isto, será que tens conteúdo duplicado no teu website?

Achas que não? E se eu te disser que:

  • http://www.omeusite.com
  • https://www.omeusite.com
  • https://www.omeusite/index.html
  • https://omeusite.com

São tudo páginas duplicadas aos olhos da Google?

Para o crawler da Google, todos estes URLs diferentes são considerados como apontando para páginas diferentes, apesar de serem sempre a mesma página (o mesmo conteúdo). E tu não queres todos estes URLs indexados pela Google.

A questão aqui é: queres ter o controle do endereço que vai ser indexado e que vai aparecer na SERP ou queres que a Google escolha por ti? A melhor opção é certamente teres tu o controle da situação 😉.

Assim, tens de informar a Google qual é o URL que queres indexar (URL canónico e original) quando existem páginas duplicadas.

Existem duas possibilidades de repetição de conteúdo em páginas:

Este é o exemplo que dei ao início, a mesma página (mesmo conteúdo) é acedida por:

  • HTTPS e HTTP
  • www e non-www
  • Estrutura de URL diferente (por exemplo www.aminhapagina.com/sapatos/homem e www.aminhapagina/sapatos-para-homem)
  • Links com parâmetros (por exemplo www.aminhapagina.com/sapatos/homem?tamanho=42)
  • Links com “/” no fim versus sem “/” (www.aminhapagina.com/sapatos vs www.aminhapagina/sapatos/)
  • Links com nomes de ficheiros no fim (www.aminhapagina.com/index.html é diferente de www.aminhapagina.com)
  • Outras variações.

Como resolver esta situação?

Lembras-te da estrutura do código HTML? Na secção com a tag <head> vais inserir o código em baixo

<head>

<a rel="canonical" href="o-meu-link-canonico" /> (inserir este código)

</head>

Onde lês o-meu-link-canonico colocas o link que queres que seja indexado na Google (vai ser o teu URL canónico) e que vai aparecer na SERP. Podes por exemplo pôr

<a rel="canonical" href="https://omeusite.com" />

Aqui o teu URL canónico vai ser https://omeusite.com. Se alguém aceder à tua página com outro link todo fluxo de SEO será atribuído sempre a este URL canónico.

Chama-se a este tipo de link na tag canonical um link canónico self-referencing. O link aponta para a própria página.

Tag canónica self referencing
Tag canónica self referencing

2. Existem páginas com o mesmo conteúdo ou conteúdo muito semelhante

Neste caso duas páginas diferentes com conteúdo igual ou muito semelhante são acedidas por URLs diferentes.

Links para páginas duplicadas
Conteúdo duplicado em páginas diferentes
Cuidado aqui! A Google pode achar que o conteúdo não é assim tão semelhante e indexar à mesma as duas páginas!

Se a Google verificar que o teu conteúdo é duplicado, irá provavelmente só indexar uma das páginas não devendo penalizar-te em termos de ranking.

Conteúdo duplicado num site não é suficiente para que uma ação seja tomada, a não ser que o objetivo seja enganar e manipular os resultados de mecanismos de pesquisas. Se o site tiver problemas de conteúdo duplicado e você não seguir os avisos listados anteriormente, nós agiremos de maneira correta ao escolher uma versão do conteúdo para ser exibido nos resultados das pesquisas.

in Central de Pesquisa Google

Como resolver esta situação?

Nesta situação vais ter de decidir qual a página que queres que seja canónica, ou seja cujo URL vai ser indexado na Google como conteúdo original.

Imagina que a página A e a página B são duplicadas e que queres que a página A seja a página canónica (original).

Neste caso vais ter de dizer na página B que a página que conta como original é a página A, para quando existir um link para a página B a Google saber que esta página é um duplicado da página original A.

Confuso? Vê a imagem seguinte.

Utilização correta da tag canonical
Página B tem uma tag canonical para a página A que é a página original a indexar (ou melhor dizendo, é a página que corresponde ao URL a indexar). Página A tem um link self-referencing.

Na página B insere

<head>

<a rel="canonical" href="link-da-página-A" /> onde link-página-A é o URL da página A.

</head>

Na página A podes por o link canónico auto referenciado para evitar a situação descrita no ponto 3.1

<head>

<a rel="canonical" href="o-meu-link-self-referencing" /> onde o-meu-link-self-referencing é o link privilegiado da página A, como descrito anteriormente.

</head>

4. Sinais que a Google analisa antes de decidir qual a página canónica a Indexar

Mas mesmo com a tua tag canonical corretamente configurada a Google pode optar por uma página diferente como canónica. Isto porque a Google tem em conta vários sinais antes de tomar esta decisão.

Tag canonical

Este é o sinal que temos estado a falar: insere as tuas tags canónicas no header da tua página como vimos anteriormente. Como alternativa podes colocar a tag canonical no header HTTP do teu ficheiro index.php:

header('Link: <http://www.example.com/downloads/white-paper.pdf>; rel="canonical"')

Redirecionamentos

Podes também redirecionar os URLs que não queres que sejam indexados através de redirecionamentos 301 para o URL que queres ver indexado. Neste caso. a página duplicada nunca é acessível pelo utilizador, apenas a página original.

Internal linking

Utiliza um link canónico consistentemente nos teus links internos. Não utilizes numas páginas www.omeusite.com/index.html e noutras links www.omeusite.com. Assim mandas um sinal claro à Google de qual é a tua página original.

Sitemap

No teu sitemap não coloques or URLs que não queres ver indexados e especifica qual o URL canónico. Coloca sempre o mesmo URL canónico na página e no sitemap para não entrarem em conflito.

HTTPS

O Google prefere sempre páginas HTTPS. Assim escolhe um URL canónico que seja sempre HTTPS. (escolhe https://omeusite.com em vez de http://omeusite.com)

Mais estético visualmente

A Google escolhe links que sejam visualmente mais estéticos para o utilizador. Assim entre www.omeusite.com/sapatos?tamanho=42 e www.omeusite.com/sapatos a Google vai preferir a última versão.

5. Problema da utilização da tag canonical em conjunto com a tag noindex

Se quiseres que uma página não seja indexada pela Google e não apareça na SERP podes colocar no head do HTML:

<head>

<meta name="robots" content="noindex/>

</head>

Utilização correta da tag canonical com a tag noindex
Página não indexada

No entanto se esta página B tiver um link canónico para outra página A como no exemplo em baixo …

<head>

<meta name="robots" content="noindex"/>

<a rel="canonical" href="link-pagina-A" />

</head>

Utilização incorreta da tag canonical com a tag noindex
Página B é indexada e a página A não é indexada.

O resultado é:

  • Página B: página duplicada, página indexada.
  • Página A: página original, página não indexada.

O que é um erro! O que pretendíamos era:

  • Página B: página duplicada, página não indexada.
  • Página A: página original, página indexada.

Uma má utilização da tag canonical e noindex em conjunto pode dar sinais contraditórios à Google e ter consequências terríveis no teu SEO.

Assim, como regra e para evitares problemas, não utilizes noindex em conjunto com a tag canonical.

6. Simplifica a tua vida com o WordPress

Podes facilmente definir a tag canonical e noindex no WordPress através dos plugins Yoast ou Rank Math.

Rank Math

Configuração da tag canonical e noindex no Rank Math
Configuração das tags noindex e canonical no Rank Math

Yoast

Configuração da tag canonical e noindex no Yoast
Configuração das tags noindex e canonical no Yoast

7. Checklist

thumbs-up Boas práticas

  • Especifica apenas um URL canónico por página.
  • Utiliza um URL canónico que seja HTTPS.
  • Utiliza um URL consistente nos links internos (sempre o mesmo URL a apontar para a mesma página).
  • Utiliza URLs canónicos absolutos (https://www.omeusite.com/o-meu-url-canonico em vez de apenas /o-meu-url-canonico)
  • Utiliza um URL self-referencing quando a página não tiver um URL canónico para outra página.
  • Se tiveres uma versão AMP do teu site (versão despida do teu site para dispositivos móveis) utiliza links canónicos entre as versões AMP e não AMP para consolidar as páginas.
  • Se necessitares podes colocar links canónicos dum domínio para outro domínio.

thumbs-down Não faças

  • Não coloques um link canónico numa página para outra página que não seja duplicada ou quase igual à original.
  • Não coloques múltiplos links canónicos numa página.
  • Evita utilizar a tag canonical com noindex.
  • Não coloques um link canónico na tua página (A) que aponta para um endereço (B) que redireciona para outra terceira página (C). Em vez disto coloca na página A um link canónico para C.

Incorreto

Cadeia de links canónicos
Cadeia de links canónicos

Correto

Links canónicos em paralelo
Links canónicos em paralelo

8. Conclusão

A utilização correta da tag canonical resolve muitos problemas de duplicação de conteúdo e consolida os teus esforços de SEO de maneira a obteres os resultados que esperas.

Faz uma análise do teu site com o Screaming Frog para encontrar páginas duplicadas e aplica os conhecimentos deste artigo para corrigires essas situações.

Se ainda tiveres dúvidas sobre os procedimentos corretos, consulta a documentação da Google referente à tag canonical

Lê também o meu artigo sobre o que é on-page SEO e como fazer para teres uma visão ampla sobre este tópico.

Não percas tempo e esforço a corrigir mais tarde o que podias facilmente corrigir inicialmente! 😅